midia-paga-ou-organica-qual-a-melhor-opcao-para-minha-estrategia.jpeg

Mídia paga ou orgânica? Profissionais de marketing divulgam, a todo momento, as vantagens de cada uma delas.

Você entende a característica de cada modelo para decidir qual deles é mais relevante para seu negócio? Neste artigo, mostraremos quais são as principais características e ferramentas utilizadas. 

Você está pronto para decidir? Então continue lendo o post!

Mídia Paga

Na mídia paga, o anunciante investe à espera de tráfego para sua página (ou engajamento, como pode ser o caso do Facebook Ads). Algumas características são:

Resultados menos sensíveis

Os resultados pagos, diferentemente dos orgânicos, são menos sensíveis à oscilação, uma vez que, naqueles, as buscas para determinada palavra-chave podem sofrer uma diminuição brusca a qualquer momento. Além disso, o site pode sofrer alguma punição que o faça perder posições importantes na classificação dos motores de pesquisa.

Resultados mais rápidos

Cada ferramenta possui parâmetros para escolher quais são os anúncios que serão exibidos para os usuários. Normalmente, velocidade e qualidade da página de destino, bem como a qualidade do próprio anúncio, influenciam na classificação.

Ainda assim, como publicidade paga, os sistemas conseguem entregar resultados de maneira rápida e fácil. Mesmo empresas embrionárias no mundo web podem receber muito tráfego.

Maior valor de investimento e alta complexidade

Os links patrocinados possuem maior valor de investimento e, normalmente, precisam de profissionais qualificados para gerenciar e otimizar as campanhas.

Ferramentas

Embora existam diversos sistemas de publicidade, como os ligados ao Bing e ao Yahoo, listaremos os dois mais utilizados no momento.

Google AdWords

A ferramenta de links patrocinados do Google é a maior fonte de renda da empresa. Com ela, é possível fazer anúncios que serão veiculados nas pesquisas Google, em sites parceiros e em sistemas da empresa como o Youtube.

Facebook Ads

A plataforma do Facebook possibilita aumentar a exibição de um determinado post ou fazer anúncios para páginas da internet. A veiculação acontece na própria plataforma e/ou no Instagram.

Mídia Orgânica

Mídia orgânica é aquela em que o tráfego acontece de maneira natural. Os profissionais investem em conteúdo de qualidade, especializado e otimizado para os motores de busca. Listaremos algumas características a seguir.

Baixo Custo

Embora muitas empresas invistam quantias razoáveis para a produção e a diagramação de conteúdo de qualidade, o custo, normalmente, é menor dos que são praticados na mídia paga.

O fator preponderante para isso é que a mídia paga também utiliza conteúdo de qualidade. Assim, além da produção do conteúdo, a empresa arca com investimento para sua divulgação.

Resultados em médio e longo prazo

Diferentemente do uso de links patrocinados, os resultados naturais possuem expectativas menores em curto prazo.

O percurso natural nem sempre é o mais rápido. Por isso, é necessário criar autoridade online, obter links para as páginas e ser bem ranqueado pelos motores de busca.

Ferramentas

Para que o site consiga os objetivos esperados com mídia orgânica, alguns processos são necessários. Veja três boas oportunidades:

SEO

SEO (Search Engine Optimization) são técnicas para otimizar as páginas de um site para as ferramentas de busca.

Marketing de Conteúdo

O Marketing de conteúdo visa atrair possíveis clientes a partir de conteúdo relevante ao seu público-alvo. Além disso, auxilia os usuários em todo o processo de compra de forma natural. 

Mídias sociais

Somente o Facebook conta com mais de 1 bilhão de pessoas. Então, outra forma de conseguir tráfego de maneira orgânica é a partir das redes sociais. 

As páginas podem aproveitar o grande número de usuários para interagir, entender e compreender os anseios de seus seguidores para produzir conteúdo útil.

Escolha entre mídia paga ou orgânica

Após compreender as especificidades dos dois tipos de mídia, a dúvida sobre qual modelo escolher pode permanecer.

Empresas que estão começando a utilizar marketing digital tendem a escolher o tráfego orgânico.

Por outro lado, negócios com distribuição eletrônica, normalmente, investem mais em publicidade paga, visto que as oscilações de cliques e visualizações são menores. 

Por fim, na maioria dos casos, as duas estratégias são complementares e têm espaço nas ações de marketing, cabendo à empresa decidir o tamanho do aporte financeiro baseado em seus objetivos e metas.

Você gostou deste texto sobre as diferenças entre mídia paga e orgânica? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber nossas novas postagens em seu e-mail!

Escrito por Tboom